domingo, 21 de janeiro de 2018

Não faz mal só para a pressão: sal também afeta o funcionamento do cérebro

Imagem: iStock/VivaBem
Já é certo que muito sal em nossa dieta não é uma boa ideia, pois o sódio aumenta o risco de hipertensão arterial que, consequentemente, pode causar diversas doenças cardiovasculares. Mas parece que os malefícios do condimento não param por aí: um estudo publicado na revista Nature mostrou que muito sal gera déficits cognitivos.

A pesquisa mostrou que problemas relacionados ao cérebro, como doenças cerebrovasculares, acidentes vasculares cerebrais e comprometimento cognitivo, aparecem se há sódio em excesso no organismo. De acordo com o estudo, 90% da população americana consome mais sódio do que o recomendado, que é é 2,3 mg por dia pela OMS (Organização Mundial da Saúde). O brasileiro consome 5 mg por dia.

Quando não desgrudamos do saleiro podemos causar uma falha no funcionamento das nossas células endoteliais, responsáveis por facilitar o fluxo de sangue e ajudar a regular nossas plaquetas e a coagulação, além de participarem da nossa resposta imunológica.

Os médicos já tinham conhecimento de que a disfunção epitelial pode trazer uma infinidade de doenças crônicas, mas ainda não se sabia como a disfunção induzida pelo sal afetava o cérebro.

A nova pesquisa mostrou que a deficiência nas células é péssima para nossa cabeça, uma vez que o cérebro depende de um fluxo constante e suave de oxigênio e sangue para funcionar corretamente, de acordo com o autor principal, Constatino Iadecola, da Weill Cornell Medicine, em Nova York, nos Estados Unidos.

Para chegar à conclusão, os cientistas alimentaram um grupo de ratos com alimentos que continham 4 a 8% de sal na composição --representando um aumento de oito a 16 vezes maior do condimento, quando comparado à dieta normal dos camundongos. Os animais seguiram essa dieta de altíssimo teor de sal durante 12 semanas.

Após os primeiros dias, a disfunção das células endoteliais apareceu, bem como a redução do fluxo sanguíneo para o cérebro. Por sua vez, os testes comportamentais revelaram declínios cardiovasculares e cognitivos nos roedores, além do aumento de moléculas inflamatórias.

Resumo da ópera? O excesso de sal na dieta afetou o sistema imunológico e o funcionamento do cérebro dos comundongos. A pressão sanguínea, no entanto, permaneceu inalterada. No entanto, as dosagens de sal usadas no experimento não condizem, proporcionalmente, com a quantidade de sal consumida por humanos (até mesmo por aqueles que costumam exagerar).

“As descobertas revelam que fatores ambientais ligados à dieta levam a uma reposta imune adaptativa, promovendo a desregulação neurovascular e causando comprometimento cognitivo”, disse Iadecola.

A boa notícia é que o estudo descobriu que os efeitos negativos da dieta com alto teor de sal para o cérebro são reversíveis. Então, seja esperto e maneire ao usar o saleiro.

(Do VivaBem / Uol)

Camilo Santana inaugurará rodovias entre Dep. Irapuan Pinheiro/Milhã e Dep. Irapuan Pinheiro/Acopiara


O governador Camilo Santana virá, nesta terça-feira (23), ao município de Deputado Irapuan Pinheiro para inaugurar a reestruturação do asfalto da CE-371, que liga Dep. Irapuan Pinheiro ao município de Milhã e a nova estrada asfáltica da CE-371, que liga Dep. Irapuan Pinheiro ao município de Acopiara.

A restauração dos 35 quilômetros da CE-371 Rodovia Henrique Ferreira Holanda, trecho Deputado Irapuan Pinheiro – Betânia – Milhã recebeu recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Tesouro do Estado, totalizando um investimento de R$ 17.630.810,69.

As obras dos 35 quilômetros de pavimentação da rodovia CE-371, rodovia denominado de Francisca Josué de Souza Carneiro, trecho entre Deputado Irapuan Pinheiro – Acopiara recebeu também recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Tesouro do Estado, totalizando um investimento de R$ 34.908.659,68.

O evento contará com a presença do governador Camilo Santana e demais autoridades de toda a região.

STJ suspende decisão que impedia posse de Cristiane Brasil como ministra do Trabalho


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu neste sábado (20) a decisão da 4ª Vara Federal de Niterói que impedia a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho. A decisão foi tomada pelo vice-presidente do tribunal, ministro Humberto Martins.

Por meio de nota, o STJ informou que, ao analisar o caso durante o recesso forense, o ministro Humberto Martins concordou com os argumentos da Advocacia-Geral da União (AGU) “no sentido de que condenações em processos trabalhistas não impedem a deputada de assumir o cargo, já que não há nenhum dispositivo legal com essa determinação”.

De acordo com o ministro, inexiste, no ordenamento jurídico norma que vede a nomeação de qualquer cidadão para exercer o cargo de ministro do Trabalho em razão de ter sofrido condenação trabalhista.

No dia 19, a AGU recorreu ao STJ para manter a posse da deputada como ministra do Trabalho. A apelação foi protocolada depois que o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), segunda instância da Justiça Federal no Rio de Janeiro, negou três recursos apresentados pelo órgão.

Indicada ao cargo pelo pai e presidente do PTB, o ex-deputado Roberto Jefferson, Cristiane Brasil foi anunciada pelo presidente Michel Temer ministra do Trabalho em 3 de janeiro, mas está impedida de tomar posse por força de uma decisão liminar (provisória) do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói, proferida em 8 de janeiro.

O magistrado acolheu os argumentos de três advogados, que em ação popular questionaram se a deputada estaria moralmente apta a assumir o cargo após ter sido revelado pela imprensa que ela foi condenada pela Justiça do Trabalho a pagar mais de R$ 60 mil a um ex-motorista, em decorrência de diversas irregularidades trabalhistas.

Em sua decisão, o juiz Leonardo Couceiro argumentou que, em exame preliminar, a nomeação de Cristiane enseja “flagrante desrespeito à Constituição Federal no que se refere à moralidade administrativa”. O juiz suspendeu a posse tendo como base o Artigo 37 da Constituição, que estabelece a moralidade como um dos princípios a serem observados pela administração pública.

(Agência Brasil)

Camilo cobra mais celeridade em ações para garantir abastecimento hídrico no Ceará

Governador e secretários se reuniram neste sábado (20), no segundo dia de reuniões do MAPP

Governador se reuniu com secretários de diversas pastas neste sábado
( Foto: divulgação )
O governador Camilo Santana pediu aos secretários maior celeridade nas obras e políticas voltadas a garantir o abastecimento de água para todos os municípios cearenses. A cobrança foi feita durante o segundo dia de reunião do Sistema de Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários (MAPP), neste sábado (20), conforme revelou o secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira.

"O governador nos cobrou agilidade para começar a planta de dessalinização, por exemplo. A Cagece (Companhia de Água e Esgoto do Ceará) deverá receber os estudos em abril. Em maio e junho deverá ser licitada obra", afirmou o secretário.

O titular da pasta disse que, apesar da persistência da seca, a situação está "controlada". "Nós temos trabalhado muito nos últimos três anos em ações para diversificar as fontes hídricas das regiões metropolitanas, trabalhando com áreas subterrâneas, reuso de água, usando fontes como o açude Maranguapinho para atender o sistema metropolitano, que vai passar de 200 litros por segundo para 400 litros por segundo", completou.

Na última sexta-feira (19), o Governo do Ceará deu início às reuniões de monitoramento das ações. O MAPP foi instituído em 2007 para monitorar a carteira de projetos da administração estadual. O objetivo é definir a melhor aplicação dos recursos e monitorar todos os valores investidos pelo governo, tratando de todas as fases do ciclo de vida de seus projetos.

(Diário do Nordeste)

Chuvas mais intensas banham municípios da região Centro-Sul do Ceará


A Funceme registrou boas chuvas na região Centro-Sul entre as 19 horas desta sexta-feira, 19, e 7 horas da manhã deste sábado, 20. A maior precipitação ocorreu em Lavras da Mangabeira (100 mm), Ipaumirim (90 mm) e Umari (80 mm), Baixio (73 mm). Houve ainda registro de precipitação em Cedro (21 mm), Várzea Alegre (13 mm) e Iguatu (11 mm).

São as chamadas chuvas de pré-estação que banharam neste sábado, 70 municípios cearenses. Na região dos Inhamuns, foram registrados 47 mm em Tauá e 30 mm em Aiuaba.

Fonte: Diário Centro Sul

sábado, 20 de janeiro de 2018

Um ano após morte de Teori Zavascki, queda do avião ainda é investigada

Um ano depois da queda do avião, no mar em Paraty, no sul do Rio de Janeiro, que matou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, as causas do acidente ainda estão sob investigação.

Foram abertas três frentes de investigação - da Força Aérea Brasileira (FAB), do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal (PF). O relatório final de investigação do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), ligado à Força Aérea Brasileira (FAB), será divulgado na próxima segunda-feira (22), em Brasília.

O documento será apresentado pelo chefe do centro, brigadeiro Frederico Alberto Marcondes Felipe, e pelo investigador encarregado, coronel Marcelo Moreno.

Em geral, as investigações do Cenipa apontam fatores que contribuíram para o acidente e o que fazer para evitar novos casos. “O Cenipa é o órgão da Força Aérea Brasileira que investiga, não julga. Não é um órgão de investigação penal. É um órgão técnico, que tem como função encontrar causas do acidente, inclusive para reduzir a possibilidade de acidentes futuros. O relatório da Polícia Federal é mais relacionado a aspectos jurídicos penais de investigação”, disse o ministro da Defesa, Raul Jungmann, em entrevista à Agência Brasil.

Destroços da aeronave que caiu no mar de Paraty e matou o ministro do STF
 Teori Zavascki e mais quatro pessoas em 19 de janeiro de 2017
(Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
No último dia 10, a Polícia Federal informou que sua principal linha de investigação aponta para falha humana nas manobras de aproximação da aeronave da pista de pouso em Paraty. A investigação ainda não foi concluída.

Raul Jungmann acredita que as informações parciais divulgadas pela PF afastam a tese de atentado. “Espero que sim. Em um acidente como este, muita gente fez teses conspiratórias, isso ajuda, mas o relatório técnico definitivo, que não está na esfera policial, sobre as causas de como se deu e porque se deu com excelente nível de profissionalismo da FAB, por meio do Cenipa, teremos enfim um juízo definitivo, não que eu esteja colocando em dúvida a Polícia Federal, longe disso”, disse.

Teori Zavascki era relator dos processos da Operação Lava Jato no Supremo e iria homologar a delação premiada dos executivos da Odebrecht assim que o Judiciário retomasse os trabalhos.

Memória

Mesmo após um ano, as imagens do acidente ainda estão fortes na memória de quem participou dos resgates dos corpos e dos restos do bimotor, que levava Teori e mais quatro pessoas.

O comandante do Grupamento de Buscas e Salvamento do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, Luciano Sarmento, estava na equipe de resgate. Ele lembra que por causa das péssimas condições climáticas, que impediam a visibilidade do piloto do helicóptero dos bombeiros, precisou se dirigir com a equipe ao local por terra. A equipe de mergulho chegou à noite em Paraty, e, embora não seja comum fazer resgates nesse horário por causa da pouca visibilidade, o trabalho começou no mesmo dia, uma vez que o mar estava mais calmo.

“O corpo do ministro Teori Zavascki e de uma senhora foram os primeiros a serem resgatados. Na condição da aeronave, eles não estavam tão presos às ferragens. Com equipamentos leves, conseguimos retirar os dois e levar à superfície, colocamos na embarcação e nos dirigimos à marina. A gente já tinha localizado os outros corpos, mas havia necessidade do emprego de equipamento mais específico”.

O ministro Teori Zavascki (direita), morto em janeiro de 2017, era relator dos
 processos da Lava Jato no Supremo Marcelo (Foto: Camargo/Agência Brasil)
No fim da madrugada começou o trabalho para a retirada das outras vítimas. Foi utilizado um equipamento que é usado em acidentes automobilísticos, para o corte da fuselagem. "Esse equipamento nos permite realizar atividades de cortes e foi o que fizemos durante quase toda a manhã para resgatar os outros três corpos", contou.

De acordo com o coronel, o trabalho conjunto com a Marinha para a flutuação dos restos do avião permitiu que as partes fossem preservadas para as investigações sobre as causas do acidente.  “Nós tivemos a preocupação de onde cortar [a fuselagem] e evitar o máximo de dano do que a aeronave já tinha tido. Tivemos sempre este cuidado”.

Apesar de ter atuado em diversos salvamentos e buscas de grande número de vítimas nos mais de 20 anos na corporação, Sarmento conta que o resgate foi um marco em sua carreira e a responsabilidade era grande por causa da posição ocupada por Teori naquele momento no país. “Como brasileiro e com o objetivo de cumprir a missão, me senti muito honrado em poder participar desta missão e ter tido a oportunidade de dar à família [a condição de] poder enterrar o seu ente querido”.

O jornalista e presidente da Associação Comercial de Paraty, Anderson Terra, foi um dos primeiros a noticiar a queda de um avião na região. Assim que soube do acidente, pegou uma embarcação no cais e seguiu para um local próximo da queda. Até então, não sabia quem estava no bimotor.

Terra chegou a publicar um vídeo da chegada da equipe da Capitania dos Portos ao local para a rede de comunicação britânica BBC, uma das mais importantes do mundo.

“Da área em que ocorreu o acidente até o cais leva menos de 10 minutos e a propagação do acidente foi muito rápida. Aí, peguei a embarcação no cais e fui ver. Chegando lá é que fui informado que era o Teori Zavascki, porque até, então, sabia apenas da aeronave que a gente conhecia”, disse. “Fiquei até mais tarde lá e eles [equipes de resgate] começaram a isolar a área e só ficou a minha embarcação no local”, acrescentou.

Anderson Terra relata que a dificuldade inicial de quem se juntou para tentar ajudar no resgate era a falta de um equipamento para romper a escotilha do avião e passar um tubo que permitiria a única passageira, que ainda estava viva após queda, pudesse respirar. “Ela morreu provavelmente por asfixia ou por afogamento, porque começou a entrar água na aeronave. Foi um momento de agonia também das pessoas que tentavam resgatar. Muitas pessoas presenciaram”.

O ministro Jungmann, relembra que estava em Dourados, no Mato Grosso do Sul, quando recebeu a notícia, ao lado dos comandantes militares para apresentação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron). Segundo o ministro, ele fez um telefonema para informar o presidente Michel Temer sobre a queda do avião.

A partir daí, todos voltaram para Brasília e profissionais do Cenipa foram mandados a Paraty para iniciarem a investigação técnica.

O ministro disse que a notícia foi um choque. “Choque porque o Teori tinha nas suas mãos algumas das decisões mais importantes da vida política e, obviamente, como relator da Lava Jato era uma peça central em todo esse processo que todo o Brasil acompanha. Além de ser uma pessoa, que comigo, sempre foi muito gentil”, disse.

Jungmann destaca que Teori estava lidando com “serenidade e a imparcialidade" a tarefa. "Ele passava tudo isso, a serenidade tão necessária em um processo que mexia com os nervos não só de políticos como de todo o país”.

(Agência Brasil)

Defesa de Temer pede arquivamento de inquérito sobre portos


A defesa do presidente Michel Temer enviou nesta sexta-feira (19) ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma manifestação em que pede que o inquérito no qual ele é investigado seja logo enviado à Procuradoria-Geral da República (PGR), para que o órgão solicite o arquivamento das investigações por falta de provas.

Para o advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, que representa Temer, a solicitação de arquivamento será “com certeza” encaminhada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, “em face da ausência de qualquer conduta criminosa”.

Ele apresentou ainda diferentes pareceres de diversos órgãos do governo, entre eles da Secretaria dos Portos e do Ministério dos Transportes, atestando que a empresa Rodrimar não se beneficiou da publicação do decreto 9.048/2017, conhecido como Decreto dos Portos.

A abertura desse inquérito foi autorizada pelo ministro do STF Luís Roberto Barroso em setembro do ano passado, a pedido do então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que a partir de interceptações telefônicas do ex-assessor especial da Presidência Rodrigo Rocha Loures, disse suspeitar do pagamento de vantagens indevidas a Temer pela Rodrimar, empresa que opera concessões no Porto de Santos e seria beneficiada pela publicação do decreto.

“Na verdade, nem sequer um mero indício foi apontado a corroborar essa leviana alegação”, argumenta o advogado de Temer na peça encaminhada ao STF. Ele classificou de “falaciosas assertivas” as suspeitas levantadas por Janot.

Na quinta-feira (18), Temer encaminhou ao Supremo as repostas a 51 perguntas referentes ao caso que haviam sido encaminhadas pela Polícia Federal (PF). Entre outras alegações, o presidente afirmou nunca ter autorizado Loures ou qualquer outra pessoa a pedir recursos em nome dele, em retribuição à edição do decreto dos portos.

(Agência Brasil)

Camilo Santana veta repasses de verbas para eventos de Carnaval no Ceará

Governador Camilo Santana. (Foto: Mauri Melo/O POVO)
Um decreto publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta sexta-feira, 19, proibiu repasses de verbas que seriam destinadas a eventos referentes ao Carnaval do Ceará. O veto, segundo o decreto Nº32.512, foi decorrente da necessidade de priorizar os gastos públicos com frequentes problemas.

O texto publicado informa que a decisão não se aplica as despesas relacionadas a eventos promovidos ná área do Sistema Estadual de Cultura (SIEC), a exemplo do Edital Carnaval Ceará 2018.

Este é o 4º ano seguido que o Governo cancela estes repasses.

Do O POVO Online

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Prognóstico para período de chuvas será divulgado na próxima segunda-feira (22)


A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) realizará, nos dias 18 e 22 de janeiro, o XX Workshop Internacional de Avaliação Climática para o Semiárido Nordestino.

Na quinta-feira, pesquisadores estarão reunidos na sede da Funceme, em momento fechado, para discussões sobre o prognóstico de chuvas do Ceará para os meses de fevereiro, março e abril. Já na segunda, as informações serão divulgadas em coletiva de imprensa no auditório do Palácio da Abolição, às 9h.

Além de especialistas do órgão estadual, participam do encontro estudiosos do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE), do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Durante a coletiva, na segunda-feira, serão apresentados os dados sobre as probabilidades de precipitações abaixo, acima e em torno da média para o Estado.

SERVIÇO
Divulgação do Prognóstico para o Período Chuvoso - Fevereiro a Abril
Segunda-feira (22), às 9h
Palácio da Abolição - Av. Barão de Studart, 500 - Meireles

Fonte: Assessoria de Comunicação da Funceme

Fernando Collor lança pré-candidatura à Presidência da República

Senador Fernando Collor (Foto: Adriano Machado / Reuters)
O senador Fernando Collor (PTC-AL), que foi presidente da República entre 1990 e 1992, lançou nesta sexta-feira sua pré-candidatura à Presidência para preencher um “vazio” no centro do espectro político do país, disseram o parlamentar e o presidente de seu partido, o PTC, Daniel Tourinho.

Em entrevista à rádio 96 FM, de Arapiraca, no interior de Alagoas, Collor disse, entretanto, que a candidatura é uma possibilidade que precisará ser ou não confirmada no futuro.

“Eu acho que o centro democrático desse país está sem candidaturas que possam representar esse sentimento e essa vontade da população brasileira de ter um candidato à Presidência da República que não esteja nos extremos”, disse quando indagado sobre a possibilidade de ser novamente candidato.

“Esse centro está muito vazio e eu acredito que, por que não poder postular em nome do Partido Trabalhista Cristão uma candidatura à Presidência da República?”, disse.

“É uma possibilidade. Naturalmente que o futuro irá confirmar, ou não, essa disposição já, como eu disse em outras oportunidades, que uma candidatura à Presidência da República, e a eleição de um presidente da República, é muito mais obra do destino do que propriamente do desejo da pessoa.”

A pré-candidatura foi confirmada à Reuters por Tourinho, que afirmou que o lançamento foi bem recebido e que já recebeu diversos telefonemas de apoio à candidatura de Collor.

“O centro está órfão”, avaliou Tourinho, para quem os nomes colocados até agora como candidatos de centro não tem a “empatia” que Collor tem com a população.

“O pontapé inicial foi dado hoje. Agora temos que esperar o fim do recesso (parlamentar) para ver qual será a reação”, respondeu quando indagado sobre possíveis alianças para alavancar a candidatura do ex-presidente.

Collor foi eleito presidente em 1989, na primeira eleição presidencial direta desde 1960, mas sofreu um processo de impeachment em 1992 que o tirou do cargo em meio a um escândalo de corrupção envolvendo o tesoureiro de sua campanha, Paulo César Farias, morto anos depois.

Posteriormente, Collor foi absolvido em processos no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele afirma ter sido injustiçado no processo de impeachment.

O senador, que também já foi governador de Alagoas, é réu no STF em uma ação penal ligada à operação Lava Jato, acusado dos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Collor afirmou que, como ocorreu no passado, terá a oportunidade de provar sua inocência.

Indagado sobre as acusações que pesam contra Collor, Tourinho afirmou acreditar “piamente” na absolvição do senador.

O anúncio de Collor de que está disposto a ser novamente candidato à Presidência coloca mais um nome em uma ampla lista de potenciais candidatos ao Palácio do Planalto na eleição deste ano, casos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) -- que deve se filiar ao PSL para se candidatar --, do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), da ex-ministra Marina Silva (Rede) e do senador Álvaro Dias (Podemos-PR).

Entre outros nomes ventilados como possíveis candidatos, estão o do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do apresentador Luciano Huck, do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, e do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).

(Da Reuters)

Governo recorre ao STJ para garantir Cristiane Brasil como ministra do Trabalho


O governo decidiu recorrer mais uma vez à Justiça para tentar manter a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho, dessa vez no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A apelação foi protocolada nesta sexta-feira (19) pela Advocacia-Geral da União (AGU), depois que o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), segunda instância da Justiça Federal no Rio de Janeiro, negou três recursos apresentados pelo órgão.

Outros recursos impetrados por advogados da deputada foram igualmente rejeitados pelo desembargador Vladimir Vitovsky, do TRF2.

Indicada ao cargo por seu pai e presidente do PTB, o ex-deputado Roberto Jefferson, Cristiane Brasil foi anunciada pelo presidente Michel Temer como ministra do Trabalho em 3 de janeiro, mas está impedida de tomar posse por força de uma decisão liminar (provisória) do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói, proferida em 8 de janeiro.

O magistrado acolheu os argumentos de três advogados, que em ação popular questionaram se a deputada estaria moralmente apta a assumir o cargo após ter sido revelado pela imprensa que ela foi condenada pela Justiça do Trabalho a pagar mais de R$ 60 mil a um ex-motorista, em decorrência de diversas irregularidades trabalhistas.

Em sua decisão, o juiz Leonardo Couceiro argumentou que, em exame preliminar, a nomeação de Cristiane enseja “flagrante desrespeito à Constituição Federal no que se refere à moralidade administrativa”. O juiz suspendeu a posse tendo como base o Artigo 37 da Constituição, que estabelece a moralidade como um dos princípios a serem observados pela administração pública.

No recurso ao STJ, a AGU rebateu os argumentos, afirmando que “não há qualquer ato normativo, seja de primeiro ou de segundo grau, que preveja enquanto condição para a assunção do cargo de Ministro de Trabalho que o indicado não possua condenações trabalhistas pretéritas”.

O recurso da AGU pede a suspensão imediata da liminar proferida pela primeira instância da Justiça Federal, que, segundo o órgão, “vem provocando danos à gestão governamental, na medida em que coloca em risco o Ministério do Trabalho ao deixar a pasta sem comando”.

O responsável por julgar o recurso será o ministro Humberto Martins, vice-presidente do STJ, que de acordo com o regimento do tribunal assume o plantão a partir desta sexta-feira (19), no lugar da presidente, ministra Laurita Vaz.

(Agência Brasil)

Motorista do cantor Cristiano Araújo é condenado por homicídio culposo

De acordo com a Justiça, Ronaldo Miranda deve cumprir 2 anos, 7 meses e 15 dias de prisão, em regime aberto

Para a juíza ficou comprovada a autoria do crime, uma vez que "Ronaldo
Miranda tinha plena ciência sobre as condições precárias das rodas"
( Foto: Divulgação )
O motorista Ronaldo Miranda foi condenado por homicídio culposo (sem a intenção de matar) pelas mortes do cantor sertanejo Cristiano Araújo e de sua namorada, Allana Coelho Pinto de Moraes. De acordo com a Justiça, Miranda deve cumprir 2 anos, 7 meses e 15 dias de prisão, em regime aberto.

A decisão é da juíza Patrícia Machado Carrijo, da 2ª Vara Cível de Goiás, e foi divulgada nesta quinta-feira (18). Para a magistrada ficou comprovada a autoria do crime, uma vez que "Ronaldo Miranda tinha plena ciência sobre as condições precárias das rodas instaladas no veículo e do risco inerente da sua utilização no momento de sua condução".

No dia 24 de junho de 2015, a Range Rover em que eles estavam capotou na BR-153, no km 614, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina. Miranda dirigia o veículo e foi indiciado por duplo homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. Pelo CBT (Código Brasileiro de Trânsito), a pena para esse tipo de crime é de dois a quatro anos de prisão e suspensão da habilitação.

De acordo com a magistrada, Miranda foi condenado por imperícia, imprudência e negligência. "O acusado deixou de utilizar do conhecimento técnico necessário para condução do veículo, eis que naquele momento atuava na função de motorista da vítima", disse Carrijo, em relação a condenação por imperícia.

Em depoimento prestado à Polícia Civil, em 2017, Ronaldo confessou que seguia acima da velocidade permitida na via: 110 km/h. Segundo relatório técnico da fabricante da Range Rover, o veículo de Cristiano estava a 179 km/h cinco segundos antes do acidente. Além disso, as rodas originais foram trocadas por outras, de marca indefinida. O veículo capotou após as soldas da roda traseira direita se romperem e cortarem o pneu.

Desde setembro de 2015, Miranda trabalha com o cantor Marrone, que forma dupla com Bruno, acompanhando o músico em turnês e em compromissos pessoais. No Instagram, registra a nova rotina e presta frequentes homenagens a Allana e a Cristiano.

Apesar da condenação, a juíza Patrícia Machado Carrijo considerou que Ronaldo Miranda havia preenchido todos os requisitos do artigo 44 do Código Penal Brasileiro e, por isso, ela substituiu a pena privativa de liberdade pela prestação de serviços à comunidade e pela prestação pecuniária no valor de dez salários mínimos.

Além disso, a magistrada determinou que ele pague R$ 25 mil a título de reparação dos danos causados aos sucessores de cada uma das vítimas. Ronaldo ainda teve a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa.

(Diário do Nordeste)

Procuradoria afirma em nota que não vê razão para pedir prisão de Lula


O procurador regional da República Mauricio Gotardo Gerum não vê motivos para pedir a prisão cautelar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo nota divulgada pelo Ministério Público Federal na tarde desta quinta-feira (18).

O Ministério Público Federal informou que divulgou o comunicado para desmentir reportagens veiculadas na imprensa sobre um "suposto pedido de prisão" do ex-presidente.

Na nota, o procurador afirma que, em caso de condenação do petista, qualquer medida relativa ao cumprimento da pena seguirá o andamento normal da execução penal, "não havendo razões para precipitá-la".

"Gerum não formalizou, e não vê razões para formalizar, qualquer pedido em relação à prisão cautelar", diz o comunicado.

Isso significa que uma eventual prisão só aconteceria depois de esgotados todos os recursos na corte, em caso de condenação.

O caso de Lula está sob responsabilidade da equipe do Ministério Público Federal que atua junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com sede em Porto Alegre.

O ex-presidente será julgado pelo tribunal na próxima quarta-feira (24). Em julho do ano passado, ele foi condenado pelo juiz Sergio Moro a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A corte já informou que Lula só poderá ser preso, caso condenado, após a tramitação de todos os recursos.

(Da Folhapress)

Mais de 70 municípios cearenses recebem chuvas; previsão é de mais precipitações no fim de semana

Nesta época, é possível esperar mudanças bruscas no tempo, pois os sistemas meteorológicos que atuam no Ceará, como o Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), mudam de posição forma rápida

Nos últimos dias, Fortaleza tem recebidos chuvas mais intensas (Foto: Funceme)
Mais de 70 municípios do Ceará receberam chuvas no intervalo das 7h desta quinta-feira (18) e esta sexta-feira (19). Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), os maiores acumulados foram registrados em  Morada Nova (69 mm), Coreaú (61 mm) e Quixadá (37,8 mm).

As precipitações foram provocadas por áreas de instabilidade no oceano Atlântico que se deslocaram em direção ao continente. Todas as macrorregiões receberam chuvas. Em Fortaleza, que entre quarta-feira (17) e esta quinta registrou o maior acumulado da Pré-Estação no município (57,6 mm), voltou a receber precipitações, sendo o maior volume no posto Pici, com 30 mm.

A previsão é que, durante o fim de semana, mais chuvas caiam sobre o Ceará. Para este sábado (20), ao longo do dia, está prevista nebulosidade variável com chuva em todas as regiões cearenses. Já para o domingo (21), chuvas na região Jaguaribana, na faixa litorânea e no sul do Estado. Nas demais áreas, há possibilidade de chuva.

Nesta época, é possível esperar mudanças bruscas no tempo, pois os sistemas meteorológicos que atuam no Ceará, como o Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), mudam de posição forma rápida. Segundo o supervisor da Unidade de Tempo e Clima da Funceme, Raul Fritz, é possível observar “uma variação na condição meteorológica de sol e céu claro para, repentinamente, uma condição de chuva”.

Prognóstico

 A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) realizará, na próxima segunda-feira (22), uma coletiva de imprensa para divulgação do prognóstico de chuvas do Estado para o período de fevereiro a abril de 2018.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Funceme

Governo do Ceará lança 31º Hora de Plantar e entrega toneladas de sementes a agricultores familiares


O governador Camilo Santana lançou oficialmente, em Morada Nova, a 31ª edição do programa Hora de Plantar, com investimento de mais de R$ 17 milhões, beneficiando cerca de 150 mil trabalhadores em 182 municípios, ficando de fora apenas Fortaleza e Eusébio, que não dispõem de zona rural. Na ocasião, também foram assinados os termos de adesão do Garantia-Safra 2017-2018.

“Tenho um carinho muito grande por esse programa Hora de Plantar, que está completando quase 32 anos. Quem criou foi meu pai, Eudoro Santana. Tive a honra de, 22 anos depois, ser secretário do Desenvolvimento Agrário e dobramos o alcance do programa. Estamos investindo em torno de R$ 18 milhões não só em sementes, mas mudas frutíferas para gerar fonte de renda. Outro programa, o Garantia Safra, antes tínhamos apenas 120 vagas. Hoje, são cerca de 350 mil, é o estado com maior número de vagas do Brasil. Graças a políticas públicas importantes como essas, damos oportunidade para que as pessoas possam superar dificuldades no período de seca. Essas foram conquistas de vocês, homens e mulheres do campo, que lutaram por isso”, disse o governador do Ceará.

Nesta edição do Hora de Plantar, serão entregues 3.030 toneladas de sementes, 6,5 milhões de raquetes de palma forrageira, 400 mil mudas de cajueiro anão precoce, 170 mil mudas de essências florestais nativas, exóticas e nativas e 5 mil m3 de maniva de mandioca. Um dos destaques de 2018 é a distribuição de mudas frutíferas (acerola, cajá, umbu cajá, goiaba e manga). O investimento é do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).


As sementes já se encontram nos 11 armazéns regionais, para serem distribuídas aos escritórios locais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Ceará (Ematerce). A entrega segue a probabilidade de chuvas e acontece em fevereiro na Ibiapaba, Sertão Central, Sertões de Canindé, Baixo Jaguaribe, Maciço de Baturité, Metropolitana e Norte. A distribuição foi concluída na semana passada na região do Cariri e, nesta semana, serão realizadas as entregas no Centro Sul e sertões dos Inhamuns/Crateús.

O secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira, destacou algumas ações da Pasta para a convivência com a seca. “A SDA foi talvez um dos maiores benefícios criados pelo Governo do Ceará nos últimos 10 anos. Camilo foi o primeiro secretário e eu tenho a honra de estar dando continuidade a alguns projetos que ele mesmo criou. Só em janeiro entregamos mais de 16 mil títulos de terra. Estamos fazendo revolução em pequenos projetos produtivos. Estamos fortalecendo informações para a Funceme comprando antenas meteorológicas de alta tecnologia. Isso é visão de futuro! Quero parabenizar a todos vocês pelo programa Hora de Plantar”.

Estiveram também presentes na solenidade o secretário da Casa Civil, Nelson Martins; o secretário da Fazenda, Mauro Filho; o assessor especial para Assuntos Internacionais, Antônio Bahlmann; os deputados federais Odorico Monteiro, José Guimarães e José Airton Cirilo; o presidente da Assembleia do Ceará, Zezinho Albuquerque; os deputados estaduais Moisés Braz, Walter Cavalcante, Antônio Granja, Lucilvio Girão, Dra. Silvana, Osmar Baquit e Leonardo Pinheiro; o presidente da Fetraece, Raimundo Martins; o prefeito de Morada Nova, Wanderley Nogueira; entre outras autoridades.

Garantia-Safra

No evento, foram assinados os 180 termos de adesão do Garantia-Safra 2017-2018 com prefeitos de todo Estado. Nesta edição, o Ceará ofertou 350 mil vagas para agricultores familiares, estando 227.051 agricultores inscritos no programa do Governo Federal. O seguro dispõe de R$ 850 para cada agricultor selecionado que tiver comprovada perda de safra igual ou superior a 50%.

Ao final da solenidade, o governador Camilo Santana visitou a residência do agricultor Júlio Lagoa. Ao lado da esposa Ana e do filho Jardel, o agricultor conversou com o chefe do Executivo sobre os avanços e as dificuldades da produção rural da região.

Fonte: Da Assessoria de Comunicação da Secretaria do Desenvolvimento Agrário

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Defesa de Temer entrega ao STF respostas a questionamentos da PF


A defesa do presidente Michel Temer enviou nesta quinta-feira (18) ao Supremo Tribunal Federal (STF) as respostas por escrito às perguntas feitas pela Polícia Federal (PF) no inquérito aberto pela Corte para investigar o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A por meio da edição do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017). O interrogatório foi solicitado pelos delegados responsáveis pelo caso e autorizado pelo ministro Luis Roberto Barroso, relator da investigação. A íntegra do documento ainda não foi divulgada.

Além de Temer, são investigados no mesmo inquérito o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures e os empresários Antônio Celso Grecco e Ricardo Mesquita, donos da Rodrimar, empresa que atua no Porto de Santos.

No documento, Temer respondeu as 50 peguntas relacionadas ao inquérito. Aos delegados, o presidente disse nunca foi procurado por empresários do setor portuário para tratar da edição do decreto. Sobre o ex-deputado Rocha Loures, um dos investigados no inquérito, Temer declarou que nunca o autorizou a fazer tratativas em seu nome. "Peço vênia para realçar a impertinência de tal questão, por colocar em dúvida a minha honorabilidade e dignidade pessoal", escreveu.

Após a abertura do inquérito, em setembro do ano passado, a Rodrimar S/A declarou que nunca recebeu qualquer privilégio do Poder Público e que o Decreto dos Portos atendeu a uma reivindicação de todo o setor de terminais portuários do país. “Ressalte-se que não foi uma reivindicação da Rodrimar, mas de todo o setor. Os pleitos, no entanto, não foram totalmente contemplados no decreto, que abriu a possibilidade de regularizar a situação de cerca de uma centena de concessões em todo o país”.

Desde a abertura do inquérito, o Palácio do Planalto afirma que o Decreto dos Portos foi assinado após “longo processo de negociação" entre o governo e o setor portuário e informou que o presidente irá prestar todos os esclarecimentos necessários.

(Agência Brasil)

Chove em mais de 20 municípios cearenses na manhã desta quinta-feira

Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, registrou a maior precipitação. Iguatu vem em segundo lugar

(Foto: Glenna Cherice / O POVO)
Choveu em Fortaleza e municípios da Região Metropolitana na manhã desta quinta-feira, 18. Registraram chuvas 28 municípios cearenses, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) atualizou às 12 horas.

As maiores precipitações foram registradas em Itaitinga (90 mm e 80,1 mm). A cidade de Fortaleza registrou (57 mm), enquanto Iguatu registrou (46 mm e 30 mm).

Choveu também em Fortaleza (Posto: Castelão) : 25.0 mm, Cariús (Posto: São Sebastião) : 24.0 mm, São Gonçalo Do Amarante (Posto: Siupe) : 22.0 mm, Jucás (Posto: Poco Grande) : 21.0 mm e Fortaleza (Posto: Messejana) : 20.6 mm.

Em Fortaleza, há registro de pontos de alagamento e vias ficaram mais congestionadas que o de costume. Semáforos ficaram fora do ar, dificultando a situação do trânsito.

No decorrer do dia, a Funceme prevê nebulosidade variável com possibilidade de chuvas isoladas na Região Jaguaribana e na faixa litorânea. Nas demais regiões, céu parcialmente nublado.

Até o próximo sábado, 20, a nebulosidade variável com possibilidade de chuva deve permanecer nas regiões, incluindo o sul do estado. Nas demais áreas, céu parcialmente nublado.

Na próxima segunda-feira, 22, a Funceme vai divulgar o prognóstico para o período chuvoso, que compreende os meses de fevereiro a abril próximos.

Do O POVO Online

Ceará registra mais de 2 milhões de multas de trânsito em 2017

O total de infrações aproxima-se do número da frota de veículos no Estado que é de 2.807.781

O excesso de velocidade ainda lidera as infrações de trânsito em todo o Estado
 ( Foto: Natinho Rodrigues )
Apesar das seguidas mobilizações para conscientizar motoristas sobre os perigos do trânsito, o descumprimento da lei ainda é frequente por parte dos condutores cearenses. Em todo o Estado, foram registradas 2.130.953 infrações no ano de 2017. Apesar de soar exorbitante, o número completo do ano será superior, pois o levantamento divulgado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), com base no sistema de Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renaif), não inclui dezembro.

Em 2016, o sistema registrou 556.542 autuações. Entretanto, o alto índice não indica necessariamente um aumento no desrespeito às leis, mas a diminuição das subnotificações, não registradas anteriormente pelo órgão federal. A resolução nº 677/2017, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), determinou que órgãos e entidades executivos de trânsito dos estados e do Distrito Federal deverão integrar-se ao Renainf para registro de todas as infrações de trânsito, das suas respectivas penalidades e arrecadação, bem como da pontuação delas decorrentes.

O Denatran acrescenta que "antes da nova regulamentação, no sistema Renainf constavam apenas as infrações aplicadas por alguns órgãos, como Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), além daquelas cometidas fora do estado de origem do veículo, em estradas ou nas cidades".

A transgressão mais registrada em 2017 foi transitar em velocidade superior à máxima permitida em até vinte por cento: 729.814 multas. Atualmente, a infração média gera quatro pontos na carteira e custa R$85,00. O ato de estacionar em local/horário proibido especificamente pela sinalização ficou em segundo lugar, com 164.525 infrações; a terceira colocação ficou com a ação de avançar sinal vermelho ou parada obrigatória, com 153.321 registros.

O total de infrações aproxima-se do número da frota de veículos registrados em todo o Estado, conforme dados divulgados no último balanço do Denatran, no segundo semestre de 2016. Até a última atualização, constavam 2.807.781 unidades automotivas em todo o Ceará.

Apenas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), em 2017, foram lavradas 813.652 multas. Mais da metade das infrações foram aplicadas por transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%, seguindo a tendência apresentadas nos números gerais. Ao todo, foram 447.551 multas distribuídas neste quesito.


No caso de exceder a velocidade de 20 até 50%, a infração é considerada grave, com a aplicação de cinco pontos e a obrigatoriedade do pagamento de R$127,00; esta foi a segunda ocorrência com mais registros, totalizando 83.701 casos.

Todos os recursos arrecadados através das multas são destinados às ações de trânsito, "de acordo com a necessidade da sociedade", segundo informa o Detran. Demandado sobre números de multas do ano de 2016, o órgão estadual não respondeu até o fechamento desta matéria. A Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) afirmou que o balanço a ser realizado pelo órgão só será concluído em meados de abril.

O superintendente do Detran-CE, Igor Ponte, explica que o aumento do número de motoristas com veículo próprio - devido a maior distribuição de renda e poder de compra - e a expansão dos recursos tecnológicos são pontos que contribuem para o maior número de registros.

"O comportamento e a mentalidade das pessoas melhoraram em relação a certas infrações, como dirigir alcoolizado, por causa das campanhas de educação que reforçam que isso é errado. Mas também existe a questão repressiva para o cumprimento da lei. O número de pessoas passíveis de cometerem infrações cresceu, assim como as tecnologias, que ajudam na fiscalização. Não é que hoje se avance mais o sinal vermelho, infringindo mais, e sim porque registramos tudo com mais eficiência".

Impunidade

Igor acrescenta que o alto número também é consequência da "cultura da impunidade". Para o superintendente, há problemas entrelaçados na sociedade. "Existe algo que precisamos trabalhar continuamente. O cidadão vê um escândalo que desvia milhões de reais e, em seguida, recebe uma multa porque passou a 80 km onde era permitido apenas 70 km. Ele se acha injustiçado e acaba confundindo maus operadores da coisa pública com a própria coisa em si. Ele não vê autoridade nos órgãos estatais, mas no trânsito não é possível fugir, porque, ou flagramos, ou a tecnologia fará isso".

O superintendente cita um exemplo: "Se você instala uma fiscalização eletrônica em uma comunidade, para evitar excesso de velocidade, às vezes uma pessoa reclama, mas a grande maioria apoia, pois quem é beneficiado é a população. Temos o número de 800 mil multas, mas se considerarmos a quantidade que fiscalizamos, chegamos à conclusão que a grande maioria da sociedade respeita a lei.

Além das fiscalizações e planos de conscientização, Igor cita que a melhoria da estrutura viária também influencia diretamente na redução de acidentes e, consequentemente, na preservação de vidas. (Colaborou Fabrício Paiva)

(Diário do Nordeste)

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Governo do Ceará lança Hora de Plantar e assina termos de adesão do Garantia Safra

Prefeitos são convocados a assinar documento e a convidarem um agricultor por município a receber as sementes do Hora de Plantar 2018


O governador Camilo Santana lança na próxima quinta-feira (18) os projetos Hora de Plantar e Garantia Safra. A solenidade, marcada para acontecer às 9hs, reúne prefeitos, secretários municipais e agricultores familiares de todas regiões do Estado em Morada Nova. Em sua 31ª edição, o projeto de distribuição de sementes e mudas entregará nas mãos dos agricultores 3.030 toneladas de sementes, 6,5 milhões de raquetes de palma forrageira, 400 mil mudas de cajueiro anão precoce, 170 mil mudas de essências florestais nativas, exóticas e nativas e 5 mil m3 de maniva de mandioca. Na cerimônia também serão assinados os 180 termos de adesão do Garantia-Safra 2017-2018.

A ação conta com investimento do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop), no valor total de R$ 17,2 milhões e beneficia 150.639 mil agricultores familiares em 182 municípios cearenses, ficando de fora apenas Fortaleza e Eusébio, que não dispõem de zona rural. As sementes já se encontram nos 11 armazéns regionais, para serem distribuídas aos escritórios locais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Ceará (Ematerce).

A entrega segue a probabilidade de chuvas e acontece em fevereiro na Ibiapaba, Sertão Central, Sertões de Canindé, Baixo Jaguaribe, Maciço de Baturité, Metropolitana e Norte. A distribuição foi concluída na semana passada na região do Cariri e nesta semana serão realizadas as entregas no Centro Sul e sertões dos Inhamuns/ Crateús.

As sementes disponibilizadas obedecem um criterioso controle de lotes, observando germinação, pureza e infestação. “É uma expectativa grande porque os produtores vão receber uma semente de qualidade superior antes mesmo do período chuvoso (por volta da metade do mês de fevereiro em Morada Nova) e um por um preço subsidiado, que é muito inferior ao que é praticado pelo mercado”, descreve o gerente regional da Ematerce, Benício Diógenes.

Um dos destaques de 2018 é a distribuição de mudas frutíferas (acerola, cajá, umbu cajá, goiaba e manga), pontua a coordenadora do Hora de Plantar, Neyara Lage. Essa é primeira vez em que são ofertadas esses tipos de mudas, fato que decorreu a partir da demanda crescente dos agricultores. “É uma experiência piloto que estamos realizando e a expectativa é que possamos dar continuidade nas próximas edições”, justifica.

“Esse trabalho é fruto do esforço, do empenho e da dedicação não só na Secretaria de Desenvolvimento Agrário, mas de outras instituições, como (Instituto) Agropolos e Ematerce, que garantem avanços, mesmo com tantas dificuldades, além de inovação tecnológica, introdução de outras culturas e manutenção de rebanhos”, sublinha o secretário da pasta, Dedé Teixeira. Além das entidades citadas pelo titular da pasta, o Hora de Plantar conta com o apoio da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra.

Garantia-Safra

Na mesma cerimônia em que, simbolicamente, os agricultores familiares de todo Ceará recebem as sementes, mudas, raquetes e manivas do Hora de Plantar, serão assinados os 180 termos de adesão do Garantia-Safra com prefeitos de todo Estado. Nesta edição, o Ceará ofertou 350 mil vagas para agricultores familiares, estando 227.051 agricultores inscritos no programa do governo federal. O seguro dispõe de R$ 850 para cada agricultor selecionado que tiver comprovada perda de safra igual ou superior a 50%.

Sobre o valor investido pelo Governo do Ceará no programa e o número de beneficiados em 2018, o coordenador de Crédito Fundiário e Políticas Afins da SDA, Arimatea Gonçalves, observa que o balanço definitivo só deve estar disponível a partir da quarta semana do mês corrente. “Até o dia 19, a Sead (a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário, da Casa Civil da Presidência da República) ainda emite os boletos a serem pagos pelos agricultores selecionados. O que podemos antecipar é que já estão 227.060 agricultores já foram eleitos e outros 10 municípios aguardam a emissão da guia de pagamento”, justifica.

No ano passado, o Ceará também ofertou 350 mil vagas para agricultores familiares, sendo que 231.225 agricultores foram cadastrados pelo programa. Os investimentos para a safra 2016/2017 foram de R$ 117.924.750,00, sendo R$ 11.792.475 dos municípios, R$ 23.584.950,00 do Governo do Ceará, R$ 78.616.500,00 do Governo Federal e R$ 3.930.825,00 dos agricultores.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria do Desenvolvimento Agrário

Número de acidentes em rodovias federais do Ceará cai quase 20% em 2017

Segundo a PRF, 1.953 ocorrências foram registradas no ano passado, ante 2.416 em 2016

Como consequência da redução de acidentes, o número de mortes nas rodovias
 federais do Ceará também apresentou queda no ano passado ( Foto: Arquivo DN )
A quantidade de acidentes nas rodovias federais que passam pelo Ceará caiu quase 20% em 2017, informou o balanço operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Conforme o levantamento, 1.953 ocorrências foram registradas no Estado ao longo do ano passado, um número 19,1% abaixo dos 2.416 casos de 2016. O relatório foi divulgado na noite desta segunda-feira (15).

Como consequência da redução de acidentes, o número de mortes nas rodovias federais do Ceará também apresentou queda no ano passado. Conforme a PRF, 190 pessoas perderam a vida no período, enquanto que, em 2016, as autoridades registraram 223 óbitos. "A redução chega a 14,79%no número de mortos, indicando a efetividade do trabalho realizado em prol da segurança no trânsito", informa o balanço da PRF.

Além da redução no número total de acidentes, a gravidade dos mesmos também caiu. O número de feridos, entre lesões leves e graves, por exemplo, foi de 1.792 em 2017, contra 2.182 no ano anterior, numa variação de 17,87%.

"Sabemos que o número de vítimas no trânsito é inversamente proporcional ao trabalho de fiscalizações desenvolvidos durante o ano. Por isso, para 2018, a meta é intensificar os esforços contínuos na humanização do trânsito pela educação, bem como, fortalecer o combate ao crime, para que as rodovias se transformem em um espaço de convivência harmônico para sociedade cearense", destaca o superintendente regional da PRF no Ceará, Marcos Sena.

(Diário do Nordeste)

Grupo de Eunício Oliveira deixa oposição a Camilo Santana

A cúpula do partido não admite ainda estar na base, mas fala claramente que os parlamentares não trabalham mais na oposição, como era em 2015. O MDB não participa mais das reuniões da oposição no Ceará

Unidas desde a derrota de Eunício na sucessão estadual de 2014, lideranças do
PSDB, PR e MDB também se aliaram para a sucessão municipal em 2016. Hoje,
 MDB de Eunício e Gaudêncio deixam de se opor a Camilo (Mateus Dantas)
Liderando a bancada de oposição ao governador Camilo Santana (PT), logo após a derrota do senador Eunício Oliveira (MDB) ao Palácio da Abolição, ainda em 2014, o MDB não mais se declara pertencente à ala opositora ao petista na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), três anos passados desde o racha do grupo.

O presidente estadual da legenda, Gaudêncio Lucena, reconhece que a chamada “parceria institucional” entre o governador e o presidente do Congresso Nacional “fez com que aquele discurso de oposição que vinha se caracterizando no partido, ao longo deste mandato, houvesse uma reversão”.

O ex-vice-prefeito de Fortaleza não consegue ainda dizer aonde está o MDB atualmente, se base ou posição de independência ao Governo do Estado, mas admite as conversas entre Eunício e Santana.

“A bancada está em espera de definição dessas conversações que estão ocorrendo entre o senador Eunício e o governador Camilo, e que há uma expectativa, pelo menos a imprensa tem cogitado muito isso, de uma possível aliança que essa parceria institucional possa vir a se transformar”, diz.

Gaudêncio garante que “não existe ainda uma definição, mas, enquanto isso, a bancada tem vivido essa expectativa”. “O ímpeto da oposição (do MDB) arrefeceu”, conclui Lucena.

O discurso é o mesmo adotado pelo deputado estadual Leonardo Araújo, que resistia há bem pouco tempo à possibilidade de integrar a base petista na Assembleia. De forte discurso oposicionista, desde quando assumiu o posto deixado pelo ex-deputado Carlomano Marques, Araújo já admite acatar qualquer decisão que o partido tomar, mesmo que seja integrar a base oficialmente.

“Asseguro que há uma aproximação muito grande do partido com o governo Camilo Santana. E, se essa for a decisão do senador Eunício Oliveira e da Executiva do partido, terá o meu apoio, eu seguirei as orientações partidárias”, declarou o deputado. Questionado se a sigla, na prática, ainda fazia parte da oposição, o deputado afirmou que a “tendência é que não”.

A líder do MDB na Assembleia Legislativa, Dra Silvana, já admite que o partido é governo desde que a maioria dos filiados — ela, o deputado Agenor Neto e Audic Mota — passou a defender o Palácio da Abolição. “O partido é base, desde que a maioria dos seus deputados se posicionou para ficar na base”, afirmou.

Silvana critica, no entanto, a aproximação do partido com o Palácio da Abolição sem ser consultada sobre o assunto. Liderando a legenda na Casa, a parlamentar mostra insatisfação pelo fato de as decisões internas estarem sendo tomadas sem conversas com os demais membros do partido. “Não pode se juntar as duas maiores lideranças (Camilo e Eunício) que estavam brigando, sem conversas com os demais filiados”, defende.

Base maior

Em 2015 , a oposição era integrada pelos partidos PR, PV, PPS, MDB, PSDB, DEM, PSD, PMB e Psol.

Na eleição de 2016, para a Prefeitura de Fortaleza, o DEM deixou oficialmente a ala opositora ao governador Camilo Santana (PT) com a indicação do então deputado estadual Moroni Torgan (DEM) para o cargo de vice-prefeito na chapa de Roberto Cláudio (PDT).

Roberto Mesquita, que era filiado ao PV, acabou deixando o partido e se filiando ao PSD, que faz ainda oposição ao PT no Estado. A sigla foi cooptada para as fileiras da base.

Tomaz Holanda (PPS) é outro opositor que atualmente discursa como base de Camilo Santana (PT). Ainda no ano passado, o PMB, com o abandono do grupo de Domingos Filho, passou a ficar próximo do grupo dos irmãos Ferreira Gomes.

Por último, o MDB retira cinco parlamentares da oposição ao governador. Caso as conversas avancem entre Camilo e Eunício, o discurso da sigla poderá se oficializar como base do PT no Ceará.

Do O POVO Online

MPF pede 386 anos de prisão para Eduardo Cunha e 78 para Henrique Eduardo Alves


O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça Federal do Distrito Federal (JFDF) que o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) seja condenado a 386 anos de prisão, além de multa no valor de R$ 13,7 milhões pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e prevaricação, no âmbito da Operação Sépsis.

O pedido foi feito nas alegações finais assinadas pelos procuradores Anselmo Cordeiro Lopes e Sara Moreira Leite, que integram a força-tarefa da Operação Greenfield. Eles querem também que o ex-ministro de Estado e ex-deputado Henrique Eduardo Alves seja condenado a 78 anos de prisão, além de multa de R$ 3,2 milhões, pelos mesmos crimes.

“Igualmente é essencial para a definição das penas de Henrique Alves e Eduardo Cunha a constatação de serem estes criminosos em série (criminal serial), fazendo da política e da vida pública um caminho para a vida delituosa. De fato, restou demonstrado no curso da ação penal que Cunha e Alves possuem personalidades voltadas para o crime, para a corrupção em seu sentido mais amplo”, escreveram os procuradores.

Neste processo, os dois ex-deputados foram acusados de receber propina da empresa Carioca Engenharia em contratos do projeto Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, financiados pelo Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS).  Ambos já se encontram presos preventivamente em decorrência de outros casos.

A liberação das operações de financiamento teria sido influenciada por Fábio Cleto, ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa Econômica Federal, que foi indicado ao cargo pelo PMDB e possuía ingerência sobre os recursos do FI-FGTS.

Entre as provas apresentadas estão planilhas mantidas por Lúcio Funaro, ex-operador financeiro do PMDB que assinou acordo de delação premiada, além de mensagens de celular e comprovantes de movimentações financeiras. As propinas teriam sido recebidas em espécie e por meio de depósitos em contas no exterior. 

O esquema também foi delatado pelos empresários Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior, donos da Carioca Engenharia. Mesmo também tendo confessado o esquema, Funaro e Cleto devem ser condenados a 32 anos de prisão cada, pediu o MPF. Alexandre Margotto, ex-funcionário de Funaro, foi alvo de um pedido de prisão de 10 anos e 8 meses.

A apresentação das alegações finais do MPF é a última etapa processual da ação penal, após a qual o juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, deve proferir as sentenças no caso.

Por meio de nota, a defesa de Cunha disse que as alegações finais do MPF no caso não passam de “ficção científica”, não havendo provas contra o ex-deputado, somente depoimentos em delações premiadas.

(Agência Brasil)

Ibope: 90% não votariam em candidato que defende governo Temer

(Foto: Jorge William | Agência O Globo)
Que candidato em campanha terá peito para defender o governo Temer? Uma pesquisa do Ibope feita entre 9 e 17 de dezembro nas dez maiores capitais do Brasil, com usuários de internet das classes A, B e C revela que Temer será um fardo de uma tonelada para se carregar: 90% disseram que não votariam num "candidato que defenda o governo Temer" (5% responderam que "sim").

Em relação à corrupção, o eleitorado confirma um poderoso mau humor com o governo: 42% e 44% avaliam que o nível de corrupção do governo Temer é igual ou maior do que o registrado nos governos Lula e Dilma. Magros 8% dos entrevistados consideram que hoje a roubalheira diminuiu.

Por Lauro Jardim | Agência O Globo

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Profetas da chuva indicam que precipitações no Ceará só aumentam a partir de março

Eles participaram do XXII Encontro dos Profetas da Chuva, que aconteceu no último sábado (13), em Quixadá.

XXII Encontro dos Profetas da Chuva, em Quixadá, reuniu previsões
 de como será a quadra chuvosa no Ceará (Foto: Wânyffer Monteiro)
Os prognósticos para chuvas nos próximos meses no Ceará não são os mais animadores. É o que dizem alguns dos profetas da chuva, que se reuniram durante o sábado (13) em Quixadá, no sertão do Ceará, para realizar as previsões de como será a estação chuvosa em 2018. Cerca de 30 profetas participaram do evento, emitindo suas opiniões sobre o período de chuvas no Ceará.

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) ainda não divulgou o prognóstico de chuva oficial de 2018.

Para o profeta José Airton, de Quixadá, a situação deste ano não será muito diferente da vivenciada em 2017. "Eu vi para esse ano uma quadra quase idêntica à do ano passado, com a melhoria em alguns municípios, em outros não. Eu não estou otimista de maneira nenhuma. Estou triste em dizer que vai ser quase igual ao do ano passado", conta.

Previsão

Já o profeta Luiz Gonzaga, de Camocim, observou as condições meteorológicas e imagens de satélites para dar o palpite de que as chuvas só devem se intensificar a partir do fim de fevereiro. "Não estou otimista, mas também não estou pessimista. "Eu tenho uma imagem de satélite com as ondas de convergência intertropical, que é o principal provocador de chuvas no Ceará. Ela já se encontra no Brasil, entrando pelo Amapá, mas precisa de tempo para chegar no Ceará. Sempre chega a partir de fevereiro e faz chover até uma parte de maio", afirma.

Quem também só prevê chuvas mais fortes a partir do mês de março é o profeta Dedé Rufino, de Madalena. "Pela experiência que eu vi, o mês de janeiro e de fevereiro vai ser pouca chuva. Vai chover, mas vai ser um pouco isolado. Vai melhorar a partir de março", prevê.

O XXII Encontro dos Profetas da Chuva conta com a participação de agricultores, técnicos e curiosos, que utilizam diversas técnicas de observação da natureza para predizer como serão as precipitações a cada ano. A movimentação de animais, a análise de formigueiros e cupinzeiros, além da leitura de flores de mandacaru são alguns dos métodos utilizados.

(Do G1 CE)

Mesmo presos por corrupção, vereadores de Itarema continuam recebendo salários

A lei determina que os parlamentares recebam remuneração integral até o fim do julgamento, e caso sejam condenados terão de devolver o dinheiro


Vereadores de Itarema estão presos, desde junho, investigados em operação fantasma, e mesmo assim continuam recebendo os salários e benefícios de seus mandatos.

De acordo com o Ministério Público Estadual, a lei determina que os parlamentares recebam remuneração integral até o fim do julgamento, e caso sejam condenados terão de devolver o dinheiro recebido durante o período que estavam presos.

“Na minha opinião é um absurdo, porque isso não é o correto. Enquanto tem milhares de famílias passando necessidades, os vereadores estão presos e continuam recebendo o salário”, critica a moradora Maria Leonice, em entrevista à Rádio Jangadeiro FM.

O ex-vereador José Vilmar, que cumpriu mandato de 2004 a 2008, comentou que a Câmara Municipal poderia ter resolvido a situação expulsando os envolvidos, após deslizes gravíssimos. Dentre os 13 detidos, uma vereadora que pediu prisão domiciliar alegando precisar cuidar de um filho especial confirmou que todos estão
recebendo salários normalmente.

A Câmara de Itarema está de recesso e só retomará as atividades no dia 2 de fevereiro.

Fonte: Tribuna do Ceará

Justiça Federal nega mais um recurso sobre posse de Cristiane Brasil


O juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), negou um pedido de reconsideração da Advocacia-Geral da União (AGU) para que ele revisse a decisão em que suspendeu a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho.

Ao manter sua decisão, Couceiro rebateu o argumento da AGU de que ele não seria o juiz competente para atuar no caso, uma vez que uma outra ação, com o mesmo tema, havia sido protocolada um dia antes, na Vara Federal de Magé. O magistrado afirmou que a ação de Magé não atrairia a competência para julgar o caso, pois foi feita no dia 7 de janeiro, ainda sob o regime de plantão judicial.

“Assim, não obstante o referido processo de Magé tenha sido registrado no plantão do dia 07/01/2018, com decisão pelo não conhecimento do requerimento de medida de urgência, o mesmo foi distribuído (Distribuição por Dependência), no dia 08/01/2018, às 12h58, conforme Termo de Autuação, ora anexado, logo após autuação do presente processo (Niterói), que foi distribuído às 12h07”, escreveu Couceiro na decisão desta segunda-feira (15).

Trata-se do terceiro recurso da AGU negado pela Justiça Federal. Outros dois recursos, protocolados no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), foram negados pela segunda instância.

No primeiro, o vice-presidente do TRF2, desembargador Guilherme Coute de Castro, disse que não poderia revogar a liminar, pois a decisão da primeira instância não representava “grave lesão à ordem econômica, à saúde, à segurança e à economia pública”.

Em seguida, novo recurso encaminhado ao juiz substituto Vladimir Vitovsky foi negado. O magistrado alegou que o atraso na posse não tinha o potencial de “acarretar risco de dano grave, de difícil ou impossível reparação”.

Procurada, a AGU ainda não se manifestou sobre a recusa do terceiro recurso.

Primeira decisão

Ao suspender a posse, o juiz federal Leonardo da Costa Couceiro atendeu a pedido feito em ação popular pelo Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes. A entidade alegou que a nomeação de Cristiane Brasil “ofende a moralidade administrativa”.

Segundo o movimento dos advogados, a deputada “praticou pessoalmente graves violações das leis trabalhistas, flagradas e comprovadas em, pelo menos, duas demandas judiciais”.

Depois que seu nome foi anunciado como ministra do Trabalho, surgiram informações de que Cristiane tem dívidas trabalhistas com ex-funcionários. Ela foi condenada na Justiça Trabalhista a pagar mais de R$ 60 mil em indenização a um ex-motorista que alegou trabalhar sem carteira assinada.

(Agência Brasil)

domingo, 14 de janeiro de 2018

Gasolina do Ceará é a mais cara do Nordeste, aponta pesquisa da ANP

Combustível cobrado em Fortaleza também é o mais alto dentre as capitais nordestinas e a quarta do País.

Preço médio do combustível no Ceará é de R$ 4,342.
(Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)
O valor médio da gasolina do Ceará para o consumidor final é o mais alto do Nordeste, segundo levantamento divulgado nesta sexta-feira (12), pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

De acordo com a ANP, o preço médio do combustível no estado é de R$ 4,342. Outro levantamento da ANP aponta Fortaleza tendo a gasolina mais cara do Nordeste e a quarta com preços mais altos do Brasil. Valor médio da gasolina é de R$ 4,375.

A ANP também realizou pesquisa em 218 postos de combustível de 13 cidades do Ceará contando com Fortaleza. Além de Fortaleza foram analisadas os valores do combustível nos municípios de Canindé, Caucaia, Crateús, Crato, Icó, Iguatu, Itapipoca, Limoeiro do Norte, Juazeiro do Norte, Quixadá, Sobral e Maracanaú.

O preço mais alto foi identificado no Crato onde o preço médio ficou em R$ 4,541. Logo atrás aparecem Juazeiro do Norte com R$ 4,406 e Limoeiro do Norte com R$ 4,340. Na capital cearense foram pesquisados 101 postos de combustível.

Cenário nacional

O preço médio da gasolina para o consumidor final subiu pela 11ª semana seguida e chegou a R$ 4,183, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (12) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Nesta semana, o avanço foi de 0,77%. Na mesma semana, a Petrobras subiu o preço da gasolina das refinarias em 0,74%, seguindo sua política de preços que reajusta os valores quase diariamente, com o objetivo de acompanhar as cotações internacionais. O repasse ou não para o consumidor final depende dos postos.

A semana foi marcada por recorde dos preços internacionais do petróleo. Na quinta-feira (11), o barril chegou a bater a marca de US$ 70 pela primeira vez em três anos. Na semana, a alta do preço do Brent, usado como referência internacional, foi de 3%, com o barril cotado a US$ 69,87.

Em 2018, o preço da gasolina já acumula alta de 2%. Desde a adoção da política de preços da Petrobras e do aumento dos impostos sobre os combustíveis, em julho de 2017, o preço da gasolina acumula alta de 19% nas bombas, ainda considerando a média calculada pela ANP.

A semana foi marcada ainda por elevação do preço médio do diesel, que passou de R$ 3,356 para R$ 3,368 - um avanço de 0,35%, na mesma semana em que a Petrobras reduziu o preço em 0,4% nas refinarias. No ano, o diesel já subiu 1,26% nas bombas, ainda considerando dados da ANP.

Já o etanol subiu 0,57%, de R$ 2,946 para R$ 2,963 por litro, acumulando alta de 1,75% nas duas primeiras semanas de 2018. Enquanto isso, o preço do botijão de gás de cozinha subiu 0,11% na semana, de R$ 67,20 para R$ 67,28. No entanto, no ano há queda acumulada de 0,2%.

(Do G1 CE)

Volume de chuva aumenta e pode aliviar conta de luz

Bandeira tarifária na conta de luz voltou a ficar verde em janeiro


Os principais reservatórios do país iniciaram o ano com volume maior em decorrência das chuvas, o que pode reduzir a conta de luz para o consumidor. As informações são do 'Jornal Nacional'.

Em Minas Gerais, por exemplo, o o volume de água do reservatório de Furnas passou de 9,67%, em novembro, para 11,38%, em dezembro, e 16,34%, em janeiro.

Serra da Mesa, em Goiás, quase dobrou de volume no mesmo período. Sobradinho, o maior reservatório do Nordeste, na Bahia, quase secou em novembro e agora registra 11,44% da capacidade.

"Choveu bem nas regiões em que nós temos, digamos assim, a caixa d'água do setor elétrico, que é basicamente o estado de Minas Gerais, alguma coisa de São Paulo. Então ali tem chovido de maneira bastante intensa e isso tem ajudado muito na geração de energia do país”, explica o especialista em mercado de energia Fernando Umbria.

Em janeiro, a bandeira tarifária voltou a ficar verde, quando o preço da energia sofre nenhuma alteração. Com a bandeira amarela, o consumidor paga R$ 1 a mais a cada 100 kWh consumidos. A bandeira vermelha tem dois níveis. No primeiro, a conta sobe R$ 3 a cada 100 kWh consumidos. No segundo, o consumidor paga R$ 5 a mais a cada 100 kWh.

Fonte: Notícias ao Minuto

Após veto de Tasso a Bolsonaro, Capitão Wagner recua de candidatura

Capitão Wagner havia sido indicado por Tasso Jereissati
 para ser o nome da oposição na disputa ao Governo do Estado
 (Máximo Moura/Assembleia Legislativa)
Com impedimento de composição de palanque com o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC) por parte do senador Tasso Jereissati (PSDB), o deputado estadual Capitão Wagner (PR) recua na intenção de disputar candidatura ao Governo do Estado nas eleições deste ano. Ao O POVO Online, Wagner diz que “hoje a tendência muito maior” é a de disputar vaga de deputado federal, “por conta dessa inviabilidade de palanque aberto”.

“Ir para eleição de governador com essa confusão toda pra mim não é saudável. Acho muito prejudicial uma disputa dessa”, afirmou Wagner.

O parlamentar dá a declaração após elogio de Jair Bolsonaro de que "seria uma pessoa para o Ceará", e do presidenciável ter chamado Tasso de coronel no veto de participação no palanque de Wagner. O deputado estadual agradece elogio de Bolsonaro, mas não defende o senador tucano das acusações.
Alckmin no palanque

Em entrevista ao O POVO Online nesta sexta-feira, 12, Bolsonaro que se coloca “no lugar de Wagner” e acredita que o cearense não quer, em seu palanque, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) “goela abaixo", por conta de denúncias de corrupção na gestão do tucano.

Wagner, em resposta, diz que em meio às “cobranças de denúncia de corrupção”, “muitas já se confirmaram apesar de ainda haver apuração da (Operação) Lava Jato” e que “qualquer político envolvido vai ter um desgaste muito grande neste ano”.

“Há denúncias que realmente envolvem o governador de São Paulo. Não estou dizendo que é desonesto ou honesto, mas é no governo dele, e as coisas que a imprensa fala do metrô, etc, isso é prejudicial”, avalia o Capitão Wagner. Ele garante ainda conhecer a “dificuldade de uma campanha majoritária” e que “estar perto de alguém que tenha a imagem em dúvida prejudica muito”.

Sobre palanque com Bolsonaro – que se diz “a melhor alternativa” para Wagner, visto que “a honestidade vai falar muito alto nas eleições” –, o deputado estadual lembra que “grande parte” do seu eleitorado e “militância voluntária” é de “eleitores do Bolsonaro” e vestem a camisa do presidenciável carioca. Além deste fator, há a intenção de um de seus principais aliados, o deputador federal Cabo Sabino (PHS), de compor palanque para Bolsonaro no Ceará.

“E quem tiver condição do próximo ano de lançar uma chapa limpa, sem Lava Jato, vai ter grandes condições se eleger”, complementou.

Do O POVO Online

sábado, 13 de janeiro de 2018

Chove em pelo menos 17 municípios e Fortaleza tem sexto maior volume

Maior volume de chuva foi registrado em Pacatuba, onde fica o açude Gavião, que abastece Fortaleza

Chuva registrada na manhã deste sábado no bairro Jangurussu
Chuvas foram registradas em 17 municípios do Ceará entre esta sexta-feira, 12, e a manhã deste sábado, 13. Em Fortaleza, onde choveu entre a madrugada e o começo da manhã, foi registrado o sexto maior volume, com 9 milímetros no posto da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos(Funceme) no bairro Água Fria.

Em Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza, houve disparado o maior registro, com 80 milímetros. No Município, está localizado o açude Gavião, de onde sai a água que abastece a Capital. Depois de Pacatuba, o maior registro de chuva foi em Arneiroz.

Confira os dez postos nos quais a Funceme registrou maiores chuvas entre sexta-feira e sábado:

Pacatuba: 80.0 mm

Arneiroz: 17.0 mm

Jati: 15.8 mm

Várzea Alegre: 15.2 mm

Abaiara: 15.0 mm

Fortaleza: 9.0 mm

Eusébio: 8.0 mm

Iguatu: 8.0 mm

Itaitinga: 7.0 mm

Brejo Santo: 6.0 mm

Do O POVO Online

Com chuvas, cuidados contra mosquito devem ser redobrados


A pré-estação chuvosa no Ceará já dá seus primeiros sinais neste mês. Com as chuvas, mesmo que isoladas, aumenta o risco de proliferação do mosquito Aedes aegypti. Por isso, a Secretaria da Saúde do Ceará reforça o alerta à população para redobrar os cuidados no combate ao mosquito que transmite dengue, chikungunya e zika. É preciso não deixar o mosquito nascer.

O Aedes aegypti vive em ambiente público e domiciliar. O poder de reprodução é enorme. O ovo do mosquito da dengue, zika e chikungunya consegue sobreviver por mais de um ano, mesmo se o local onde foi depositado estiver seco. Por isso, para a prevenção dessas doenças, é fundamental evitar o acúmulo de água parada que não pode ser protegida, especialmente nesse período de chuvas.

A fêmea põe os ovos e no primeiro contato com gotinhas de água eclodem, viram larvas, pupas e depois o mosquito adulto. Tudo isso muito rápido. Com as condições de temperatura e umidade do Ceará, em oito dias o ovo, em contato com água, vira mosquito adulto e sai.

Separar o lixo em sacos plásticos e colocá-los na rua somente no horário de coleta, evitando o acúmulo de resíduos em locais públicos como calçadas, praças, meio-fio é um dos principais cuidados para manter a saúde individual e coletiva. Até mesmo uma tampinha de refrigerante, um simples copo descartável ou uma sacola de plástico podem acumular água e virar um criadouro do mosquito.

Limpar as calhas, tampar e vedar bem quaisquer recipientes que podem acumular água, como potes, pneus, barris e caixa d’água, que deve ser mantida limpa, por exemplo, são outras importantes ações que, se realizadas regularmente, evitam focos do Aedes aegypti. Atitudes fáceis e que ajudam na prevenção e no controle do mosquito.


Não deixe o mosquito nascer

No Ceará, em 2017, foram confirmados 24.891 casos de dengue, sendo 119 graves e 21 óbitos, 99.984 de chikungunya, com 162 óbitos, e 571 de Zika Vírus, sendo 88 em gestantes. E dos 181 municípios, o equivalente a 98,36% do total, que realizaram o 3º Ciclo do Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), em novembro, oito estão em situação de risco. Ou seja, 4,41% da amostra. A adesão dos municípios ao LIRAa aumentou e os indicadores melhoraram. Isso foi possível com a participação da população, que é de fundamental importância para a conquista desses resultados.

Os municípios são responsáveis pelo planejamento e pelas ações de combate ao mosquito, como as visitas de casa em casa, feita pelos agentes de endemias, e a pulverização de inseticidas. Mas cada cidadão também é corresponsável e precisa fazer vistorias periódicas em seus imóveis para evitar focos. Não deixar o mosquito nascer é responsabilidade de todos.


Fonte: Assessoria de Comunicação do Governo do Estado do Ceará